21/05/2022

5:44 AM

2019 teve mais de mil pessoas resgatadas do trabalho escravo

O Encontro Nacional para Erradicação do Trabalho Escravo, que aconteceu nesta terça-feira (28) em Brasília, mostrou que o Brasil ainda registra casos de trabalho escravo, mesmo decorridos 132 anos de sua abolição. O meio rural concentra a maior parte de números registrados, com 87% dos casos, e o destaque fica na produção de carvão vegetal, no cultivo de café, na criação de bovinos para corte e no comércio varejista.

O Ministério Público do Trabalho investiga 1,7mil procedimentos dessa prática e de aliciamento e tráfico de trabalhadores em andamento. De acordo com dados do Radar da Subsecretaria de Inspeção do Trabalho, em 111 dos 267 estabelecimentos fiscalizados em 2019, houve a identificação dessa prática com 1.054 pessoas resgatadas em situações precárias.

O estado mineiro é o que possui mais fiscalizações em andamento, seguidos por São Paulo e Pará. Um grande destaque foi o Distrito Federal, que em apenas um estabelecimento 79 pessoas estavam trabalhando em condições degradantes para uma seita religiosa.

Deixe um comentário

Copyright 2022 Resumo da Imprensa © Todos os direitos reservados.

Site desenvolvido por Prima Vista Comunicação.