18/08/2022

8:46 AM

Aiatolá Khamenei volta a atacar a Europa e os EUA em discurso

O líder iraniano Ali Khamenei atacou nesta sexta-feira (17) a Inglaterra, a Alemanha e a França, chamando-os de “lacaios dos EUA”, dias após sanções impostas à República Islâmica por violação do acordo nuclear de 2015.

Os três países, que são membros da coalizão que redigiu o Plano de Ação Conjunto Global (em inglês: Joint Comprehensive Plan of Action – JCPoA) em 2015, na terça-feira (14) acusaram formalmente o Irã de violar o acordo nuclear da era Obama, iniciando um processo que poderia resultar na restauração das sanções da ONU ao regime iraniano.

“Fazemos isso de boa fé com o objetivo geral de preservar o Plano de Ação Conjunto Global, e na sincera esperança de encontrar uma maneira de resolver o impasse por meio de um diálogo diplomático construtivo, preservando o acordo e permanecendo dentro de sua estrutura”, disseram os ministros das Relações Exteriores dos três países em comunicado.

Os ministros acusaram o Irã de quebrar as principais restrições, incluindo mais recentemente o limite no número de centrífugas de enriquecimento de urânio. O Irã tem ameaçado romper o acordo desde 2018, levando a temores na Europa de que o tempo necessário para que o Irã produza uma bomba nuclear esteja reduzindo. Os países, portanto, acionaram o assunto junto a uma Comissão Mista para Resolução de Disputas.

“Ao fazer isso, nossos três países não estão participando de uma campanha para implementar pressão máxima contra o Irã. Nossa esperança é trazer o Irã de volta ao pleno cumprimento de seus compromissos junto ao Plano de Ação Conjunto Global ”, reafirmaram no comunicado.

Deixe um comentário

Copyright 2022 Resumo da Imprensa © Todos os direitos reservados.

Site desenvolvido por Prima Vista Comunicação.