26/05/2022

8:55 PM

Aquecimento no Polo Sul foi três vezes maior do que a média global nos últimos 30 anos

Um estudo divulgado ontem (29) pela revista Nature Climate Change, feito a partir da análise de mudanças climáticas, aponta que nas últimas três décadas a temperatura no Polo Sul, considerado o ponto mais frio da Terra, foi três vezes a taxa de aquecimento global.

De acordo com especialistas do clima — das universidades Victoria, na Austrália, e do Colorado, nos EUA —, o aquecimento na zona tropical do Oceano Pacífico Ocidental levou a uma queda na pressão atmosférica no mar de Weddell, no oceano Antártico, empurrando o ar quente em direção ao Polo Sul.

Em parte, esse padrão é um processo natural de várias décadas, e explica apenas algumas das tendências de aquecimento. O restante, segundo os pesquisadores, foi devido às mudanças climáticas provocadas pelo homem.

“O Polo Sul parecia estar isolado do que acontecia no resto do mundo. Mas sofreu um aquecimento muito rápido, um dos maiores do planeta”, afirmou Kyle Clem, um dos autores do estudo.

Deixe um comentário

Copyright 2022 Resumo da Imprensa © Todos os direitos reservados.

Site desenvolvido por Prima Vista Comunicação.