26/05/2022

8:14 PM

Avião ucraniano carregando 176 passageiros cai no Irã

Um avião ucraniano que transportava 176 passageiros e tripulantes caiu pouco depois de decolar do aeroporto de Teerã na quarta-feira (8) pela manhã, matando todos a bordo e transformando terras agrícolas nos arredores da capital em campos de destroços em chamas.

O vôo da Ukraine International Airlines, com destino à capital do país, Kiev, caiu do céu apenas alguns minutos depois de partir do Aeroporto Internacional Imam Khomeini, de acordo com a agência de notícias estatal IRNA. O acidente ocorreu horas depois do Irã lançar mísseis balísticos nas bases iraquianas que abrigavam soldados americanos e da coalizão.

 

“Ouvi uma explosão maciça e todas as casas começaram a tremer. Havia fogo por toda parte”, disse Din Mohammad Qassemi, iraniano que mora perto do local do acidente, à Associated Press. Qassemi disse que estava assistindo noticiários sobre o ataque com mísseis iranianos em vingança pelo assassinato do general da guarda revolucionária Qassem Soleimani, quando ouviu o avião cair no chão do lado de fora de sua casa.

 

Todos os 167 passageiros e 9 tripulantes de diferentes países que estavam a bordo do avião morreram, disseram autoridades iranianas e ucranianas. As nacionalidades dos mortos, segundo o ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Vadym Prystaiko, eram as seguintes: 82 iranianos, 63 canadenses e 11 ucranianos – 9 dos quais eram membros da tripulação – 10 suecos, 4 afegãos, 3 alemães e 3 britânicos.

Qassem Biniaz, porta-voz do Ministério de Transportes e Rodovias do Irã, disse que um dos motores do avião pegou fogo, fazendo com que o piloto perdesse o controle da aeronave. Também parece que o piloto não conseguiu se comunicar com os controladores de tráfego aéreo em Teerã nos últimos momentos do voo, acrescentou Hassan Razaeifar, chefe do comitê de investigação de acidentes aéreos do Irã.

O escritório do presidente ucraniano Volodymyr Zelensky ofereceu suas “sinceras condolências à família e aos entes queridos de todos os passageiros e tripulantes”. Ele também interrompeu sua visita a Omã e retornou a Kiev após o incidente.

Deixe um comentário

Copyright 2022 Resumo da Imprensa © Todos os direitos reservados.

Site desenvolvido por Prima Vista Comunicação.