28/05/2022

12:46 AM

Conselho Europeu: Rússia não poderá ‘executar’ a ‘liberdade’ da Ucrânia

O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, que fez uma visita surpresa a Odessa hoje, disse que a Rússia não poderá “executar” a “liberdade” da Ucrânia e prometeu que a União Europeia estará ao lado de Kiev “todo o tempo necessário”.

“O Kremlin quer executar seu espírito de liberdade e democracia”, disse Michel em um vídeo publicado no Twitter.

“Estou totalmente convencido de que nunca vão conseguir”, acrescentou, antes de prometer que a UE ajudará a Ucrânia a “construir um país moderno e democrático”.

Em outro vídeo ele aparece visitando, com um colete à prova de balas, a cidade portuária, acompanhado pelo primeiro-ministro ucraniano Denys Chmygal, o governador da região de Odessa, Maxime Martchenko, e guardas armados.

Pouco antes, Michel foi obrigado a procurar proteção devido a ataques com mísseis, informou um funcionário da UE.

De acordo com a fonte, “os participantes precisaram interromper a reunião para buscar proteção porque os mísseis voltaram a atingir a região de Odessa”.

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, participou em uma reunião por videoconferência com Michel e agradeceu por sua “coragem” e visita a Odessa, de acordo com um comunicado da presidência.

 

Por Uol Notícias

Copyright 2022 Resumo da Imprensa © Todos os direitos reservados.

Site desenvolvido por Prima Vista Comunicação.