28/05/2022

8:31 AM

Covid-19: Governo de São Paulo anuncia uso da cloroquina no tratamento de pacientes internados

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, informou ontem (9) que a Secretaria Municipal de Saúde vai incluir a cloroquina como um dos tratamentos nos hospitais municipais para o covid-19. Contudo, ressaltou que o uso da substância só é permitido em pacientes internados e sob duas condições: quando houver prescrição do médico e quando o próprio paciente ou família autorizarem.

“Já determinei à Secretaria de Saúde para que ela possa adquirir mais desse material. Temos hoje 6 mil cápsulas à disposição. Como cada paciente precisa de seis, já temos medicamentos para tratar mil pessoas que estejam internadas”, disse o prefeito, que completou: “Ainda não é possível ser uma política pública porque não temos ainda pesquisas concluídas [sobre a eficiência do medicamento]. Mas havendo prescrição do médico e a concordância do paciente, a secretaria passou a integrar esse medicamento no protocolo de atendimento da covid-19”.

O coordenador do Centro de Contingência do coronavírus, David Uip, informou que o uso da cloroquina deve ser feito com muito cuidado, pois a medicação tem efeitos colaterais. “Temos enorme experiência com a cloroquina. Ela é usada há muitos anos no tratamento da malária. É uma droga importante, mas com efeitos colaterais, não desprezíveis. Ela deve ser utilizada sob prescrição e observação médica”, disse Uip, ressaltando que sua eficiência ainda não foi comprovada cientificamente.

Deixe um comentário

Copyright 2022 Resumo da Imprensa © Todos os direitos reservados.

Site desenvolvido por Prima Vista Comunicação.