07/07/2022

4:06 AM

GDF abre licitação para 1ª fase da reforma da Piscina com Ondas

Governo do Distrito Federal abrirá licitação a fim de contratar empresa para fazer a reforma e a restauração da Piscina com Ondas, no Parque da Cidade. O edital será publicado nesta quarta-feira (27/4), segundo a Secretaria de Esporte e Lazer.

A obra será dividida em três fases, das quais a primeira é referente à recuperação da piscina. A previsão é de que a intervenção, nesta etapa, custe R$ 11 milhões. Do total, R$ 8 milhões são oriundos de emenda da deputada federal Celina Leão (PP), e R$ 3,1 milhões, do próprio GDF.

Nesta primeira fase, o GDF vai licitar o projeto para planejamento arquitetônico, de engenharia, topográfico e hidráulico para a reforma do local. Além disso, a vencedora da licitação deve realizar reparos nas instalações hidrossanitárias, elétricas, de redes, impermeabilização e revestimentos internos e externos, mantendo as características originais.

As empresas interessadas na licitação devem entregar a proposta de preços e declaração complementar até 31 maio de 2022. O processo licitatório tem duração de 120 dias, caso não haja interferências.

Restauração

O projeto da Secretaria de Esporte e Lazer é restaurar a Piscina com Ondas e implementar um complexo aquático, com área de rio lento e espaço com tobogã para crianças. O valor total da obra é de R$ 22 milhões.

A segunda etapa do projeto é a construção de uma passagem que abrigará correnteza de águas brandas, conhecida como rio lento.

A terceira e última fase consiste na criação de área para crianças. A expectativa é de que a nova Piscina com Ondas do Parque da Cidade e a expansão da área de lazer fiquem prontas ainda em 2022, segundo a pasta.

A Secretaria de Esporte e Lazer informou que o modelo de gestão administrativa do espaço está em estudo.

História

Fim de semana para milhares de brasilienses e turistas entre os anos 1980 e 1990 era sinônimo de Piscina com Ondas. Inaugurado em 1978 no Parque da Cidade Dona Sarah Kubitschek, o espaço servia de lazer para cerca de 10 mil pessoas durante o descanso semanal. Sob o comando da iniciativa privada, o local passou por problemas de gestão e fechou em 1997.

 

Por Metrópoles

 

Copyright 2022 Resumo da Imprensa © Todos os direitos reservados.

Site desenvolvido por Prima Vista Comunicação.