26/05/2022

10:35 AM

Governo iraniano anunciou a prisão de envolvidos na queda de avião ucraniano

O Irã anunciou nessa terça-feira (14) que os envolvidos na queda acidental do avião ucraniano na semana passada que matou 176 pessoas estão presos. Mas não foi divulgado o número de pessoas, seus nomes e seus cargos.

“Para o nosso povo, é muito importante que qualquer pessoa que tenha tido culpa ou sido negligente seja levado à Justiça. O Judiciário deve formar uma corte especial com dezenas de especialistas. Este não é um caso comum. O mundo todo estará de olho nessa corte.” informou o presidente iraniano, Hassan Rouhani.

Mesmo reconhecendo e apontando erros e negligência, Rouhani também repetiu a declaração de que a tragédia com o avião teve origem em agressões vindas dos Estados Unidos. “Foram os EUA que criaram um ambiente agitado. Foram os EUA que criaram uma situação incomum. Foram os EUA que ameaçaram e levaram nosso amado (Soleimani)”, disse Rouhani.

O presidente ucraniano exigiu punição pelos culpados e indenização por parte do Irã. “Esperamos que o Irã leve os culpados à justiça, o pagamento de indenizações e o retorno dos corpos das vítimas”, disse o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, no Facebook. 

A notícia de que militares derrubaram o avião resultou em vários protestos no país contra o governo, que já duram quatro dias. Os manifestantes estão pedindo a renúncia do líder supremo, aiatolá Ali Khamenei.

Mapa mostra local do acidente

Deixe um comentário

Copyright 2022 Resumo da Imprensa © Todos os direitos reservados.

Site desenvolvido por Prima Vista Comunicação.