02/07/2022

7:30 AM

Mais de 12 mil soldados russos já morreram na guerra, diz Ucrânia

Mais de 12 mil soldados russos morreram durante os conflitos armados entre Rússia e Ucrânia, que chegam ao 13º dia nesta terça-feira (8/3). Os números foram divulgados nesta manhã pelo Ministério das Relações Exteriores ucraniano (MFA, na sigla em inglês).

 Rússia diz ter aberto rota de fuga para civis em 5 cidades da Ucrânia

 

De acordo com o órgão os números são preliminares. Segundo o MFA, 48 aviões e 80 helicópteros russos foram destruídos. Além disso, há baixa de 303 tanques, 1.036 veículos blindados e 120 peças de artilharia.

Ainda segundo as autoridades ucranianas, 56 lançadores de mísseis, 474 veículos, três embarcações, sete veículos aéreos não tripulados e 27 equipamentos de guerra antiaérea foram perdidos pelos russos.

 Cessar-fogo

Neste 13º dia da invasão russa, as Forças Armadas ucranianas declararam mais cedo que o inimigo “continua em uma operação ofensiva, mas o ritmo de avanço de suas tropas diminuiu significativamente”.

O aparente recuo russo ocorre no momento em que as potências ocidentais intensificam as sanções econômicas sobre o país de Vladimir Putin e discutem seriamente um boicote ao petróleo russo, numa jogada que envolve a compra do produto na Venezuela pelos Estados Unidos.

Após impasses desde o fim de semana, as forças russas informam ter iniciado um cessar-fogo às 10h da manhã desta terça-feira (8/3) no horário local (5h em Brasília) para que civis possam deixar áreas conflagradas e onde já faltam recursos básicos.

Segundo a agência de notícias estatal russa Interfax, corredores humanitários foram abertos a partir da capital, Kiev, além de Cherhihiv, Sumy, Kharkiv e Mariupol.

 

Por: Metrópoles

 

Copyright 2022 Resumo da Imprensa © Todos os direitos reservados.

Site desenvolvido por Prima Vista Comunicação.