19/08/2022

2:45 AM

Milícias apoiadas pelo Irã suspeitas de lançamento de mísseis em Bagdá

Dois foguetes pousaram na “Zona Verde” de Bagdá na noite de quarta-feira (9), provavelmente disparados por milícias apoiadas pelo Irã .

Os foguetes explodiram no perímetro da embaixada dos EUA, mas não atingiram o complexo. Nenhuma vítima foi registrada.

Pouco antes da meia-noite, hora local, duas explosões e sirenes de alerta podiam ser ouvidas em Bagdá.

Os ataques ocorrem em meio a hostilidades entre Washington e Teerã, que deixaram o Iraque em meio a fogo cruzado. Na sexta-feira, o presidente Trump ordenou um ataque de drone que matou o general militar iraniano Qassem Soleimani em um aeroporto em Bagdá. Os EUA disseram que Soleimani foi responsável pela morte de centenas de soldados americanos e planejava futuros ataques.

É importante ressaltar a diferença estes foguetes e os mísseis balísticos disparados pelo Irã, 15 deles para o território iraquiano. Os primeiros são um tipo de ataque muito menor, mas ainda assim um ataque que pode aumentar a tensão entre as forças americanas e o Irã.

O Irã  lançou 15 mísseis balísticos no Iraque na quarta-feira (9), horário local, destinados a bases militares que abrigam tropas americanas. Nenhuma vítima americana resultou do ataque. O ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif, disse que os ataques foram “medidas proporcionais em legítima defesa”.

“Não buscamos agravamento da situação ou guerra, mas nos defenderemos de qualquer agressão”, twittou Zarif.

 

Deixe um comentário

Copyright 2022 Resumo da Imprensa © Todos os direitos reservados.

Site desenvolvido por Prima Vista Comunicação.