18/08/2022

6:17 PM

Moro se contrapõe ao STF e pede ação no Congresso

Sérgio Moro, Ministro da Justiça e ex-juiz da Lava Jato, reagiu ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), e se contrapôs ao Superior Tribunal Federal (STF) ao sugerir pressão ao Congresso para o retorno da prisão logo após condenação em segunda instância. Os ataques ao governo do atual presidente Jair Bolsonaro, ao Ministro da Justiça Sérgio Moro, e ao Ministro da Economia Paulo Guedes, começaram na sexta (08) com a soltura do ex-presidente Lula.

Em rede social, nesse domingo (10), Moro afirmou:

“A resposta aos avanços efêmeros de criminosos não pode ser a frustração, mas, sim, a reação, com a votação e aprovação no Congresso das PECs [propostas de emendas à Constituição] para permitir a execução em segunda instância e do pacote anticrime”.

Moro se torna uma peça fundamental na estratégia do Planalto em enfrentar o ex-presidente. Essa atuação é de grande importância, já que o ex-juiz da lava jato tem legitimidade para mobilizar protestos contra Lula.

Neste mês, ocorrerá o Julgamento na Segunda Turma do STF, sobre o recurso de Lula que alega a suspeição do ex-juiz na condução da Lava Jato. Se a decisão dos Ministros for de que Moro não foi imparcial, a condenação de Lula no caso do tríplex poderá ser anulada e o ex-presidente poderá se eleger nas eleições de 2022.

Deixe um comentário

Copyright 2022 Resumo da Imprensa © Todos os direitos reservados.

Site desenvolvido por Prima Vista Comunicação.