07/07/2022

5:09 AM

Morre o 1º presidente da Ucrânia independente, Leonid Kravchuk, aos 88 anos

Morreu hoje o primeiro presidente da Ucrânia independente, Leonid Kravchuk, aos 88 anos, de acordo com prefeito da capital ucraniana Kiev, Vitali Klitschko, em plena invasão russa ao seu país. De acordo com a agência de notícias ucraniana Interfax, Dmytro Razumkov, deputado e ex-presidente do Parlamento da Ucrânia, também confirmou o falecimento do ex-mandatário.

Segundo a Interfax e canais ucranianos oficiais no Telegram, Kravchuk foi hospitalizado após infecção pela covid-19 em 2021, ficou em coma por um período e depois realizou reabilitação na Alemanha. A causa exata da morte não foi divulgada.

Kravchuk, enquanto presidente da Ucrânia soviética, foi um dos três signatários da ata de dissolução da URSS (União das Repúblicas Socialistas Soviéticas), em 8 de dezembro de 1991, juntamente com os presidentes de Rússia e Belarus, Boris Yeltsin e Stanislav Shushkevich, respectivamente.

No mesmo mês, foi eleito presidente de seu país, que se declarou formalmente independente, e permaneceu no cargo até 1994. Ele chegou a tentar a reeleição presidencial em 1994, mas virou deputado pelo Partido Social Democrata ucraniano após perder a disputa para o seu principal rival, Leonid Kuchma.

“Uma grande perda para toda a Ucrânia. Hoje faleceu Leonid Kravchuk, o primeiro presidente da Ucrânia, o primeiro presidente da Verkhovna Rada [parlamento] e a figura que esteve nas origens do Estado ucraniano moderno”, disse Razumkov no Telegram.

O parlamentar ainda lembrou no Facebook que Kravchuk “enfrentou momentos conturbados, com decisões difíceis e históricas”, que levaram à independência da Ucrânia. “E hoje lutamos por nossa independência e nossa liberdade em uma guerra terrível contra o invasor russo”, acrescentou.

Já o chefe da administração presidencial, Andrii Yermak, comentou que o ex-presidente honrou a memória de “um sábio patriota” e de “uma figura verdadeiramente histórica”.

Em 2020, ele foi nomeado para integrar e ser responsável pela delegação da Ucrânia no Grupo de Contato Trilateral, um processo de negociação envolvendo o país, Belarus, a Rússia e a Organização para a Segurança e Cooperação na Europa. O grupo era formado para tentar encontrar uma solução pela via diplomática para o conflito na região separatista de Donbass, na Ucrânia.

O primeiro presidente do Estado ucraniano deixa a esposa, Antonina Kravchuk, um filho e dois netos.

 

Por Uol Notícias

Copyright 2022 Resumo da Imprensa © Todos os direitos reservados.

Site desenvolvido por Prima Vista Comunicação.