21/05/2022

6:09 AM

Mundo não ficará sem petróleo apesar do isolamento da Rússia, diz agência de energia

O mundo não deve ficar sem petróleo a curto prazo, apesar do crescente isolamento da Rússia, em um contexto de desaceleração da demanda e aumento da produção em outros países, afirmou a AIE (Agência Internacional de Energia).

“O aumento constante da produção em outros lugares, com a desaceleração do crescimento da demanda, sobretudo na China, deve adiar qualquer déficit agudo da oferta a curto prazo”, afirmou a agência no relatório mensal sobre o petróleo.

A AIE espera que a demanda aumente em 1,8 milhão de barris diários (mbd) este ano, para um total de 99,4 mbd. Ao mesmo tempo, o ritmo de crescimento deve cair ao longo do ano, à medida que o crescimento mundial desacelera, em um cenário de alta dos preços do petróleo e de confinamentos na China.

A agência adverte, no entanto, que o verão no hemisfério norte será uma época de grande atividade para as viagens de carro na América do Norte e o tráfego aéreo aumentará. Caso as refinarias não consigam manter o ritmo, isto poderia afetar os consumidores.

No que diz respeito à oferta, a agência destaca o crescente isolamento da Rússia após a invasão da Ucrânia, enquanto o Ocidente segue estudando um possível embargo ao petróleo russo.

“Após uma queda da oferta de quase um mbd em abril, as perdas podem alcançar quase 3 mbd no segundo semestre do ano”, afirmam os autores do relatório.

 

Por Uol Notícias

Copyright 2022 Resumo da Imprensa © Todos os direitos reservados.

Site desenvolvido por Prima Vista Comunicação.