26/05/2022

10:55 AM

Necrotérios da cidade ucraniana de Dnipro tem mais de 1.500 corpos de russos, diz vice-prefeito

Os corpos de mais de 1.500 soldados russos estão nos necrotérios de Dnipro – anunciou o vice-prefeito desta cidade industrial no leste da Ucrânia, Mikhail Lysenko. “Agora temos mais de 1.500 soldados russos mortos nos necrotérios de Dnipro, que ninguém quer recuperar”, afirmou, em entrevista ao meio de comunicação em língua russa Nastoatchee Vremia, financiado por Washington.

“Estão nos frigoríficos dos necrotérios”, explicou, antes de declarar que espera que “as mães russas possam vir buscar seus filhos”. “Independente do que você pensa, eles são filhos de alguém. Suas mães os criaram… os amaram, levaram para a escola em 1º de setembro”, dia do início do ano letivo na Rússia, disse Lysenko. “Eu tenho um pedido (…): organizaremos tudo, mas deixem que as mães russas recuperem os corpos de seus filhos”, afirmou em uma mensagem direcionada aparentemente às autoridades russas. A Rússia revela poucas informações sobre suas perdas desde o início da invasão da Ucrânia.

O último balanço oficial, publicado em 29 de março, era de 1.351 mortos e 3.825 feridos, mas o porta-voz do Kremlin admitiu na semana passada que o país “sofreu importantes baixas militares”. Dnipro, uma cidade industrial de um milhão de habitantes às margens do rio Dnieper, marca a fronteira das regiões no leste do país e poderia, segundo analistas, ser o futuro alvo da Rússia.

 

Por Uol Notícias

Copyright 2022 Resumo da Imprensa © Todos os direitos reservados.

Site desenvolvido por Prima Vista Comunicação.