26/05/2022

8:04 PM

Operação apura desvio em programa da Secretaria de Saúde do DF

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) e as Promotorias de Justiça de Defesa da Saúde deflagraram, na manhã desta terça-feira (8), uma operação que investiga desvio de recursos do programa Tratamento Fora de Domicílio (TFD), da Secretaria da Saúde do DF. Segundo a investigação, a fraude pode ter causado prejuízo de R$ 2,6 milhões aos cofres públicos.

Os agentes cumpriram um mandado de prisão temporária, de cinco dias, contra o líder do esquema, localizado no Núcleo Bandeirante. Também foram cumpridos dez mandados de busca e apreensão na residência de beneficiários que participaram da fraude, no DF e em São Paulo.

O programa TFD disponibiliza recursos para pacientes que vão a outros estados fazer tratamentos não disponíveis na rede pública do DF. Segundo a polícia, o grupo criminoso usou cadastros de pacientes falecidos e processos inativos ou arquivados para receber o auxílio.

As investigações apontam que os R$ 2,6 milhões foram desviados entre 2018 e 2020. Para efetivação da fraude, pessoas não beneficiárias atuavam como laranjas.

A operação ganhou o nome de Sem Controle. Segundo a polícia, os envolvidos no esquema poderão responder pelos crimes de peculato, associação criminosa e lavagem de dinheiro.

 

Por G1 DF

Copyright 2022 Resumo da Imprensa © Todos os direitos reservados.

Site desenvolvido por Prima Vista Comunicação.