02/07/2022

8:42 AM

PSL suspende Eduardo Bolsonaro

O PSL confirmou ontem (3) que o atual líder da bancada, Eduardo Bolsonaro (SP), foi suspenso por 1 ano. Outros 17 deputados levaram punições, como advertências e suspensões das atividades partidárias. Para o filho do presidente, essa confirmação de suspensão pode levá-lo a destituição da liderança.

O esperado pela cúpula do partido é de acionar o Supremo Tribunal Federal (STF) para tentar retirar a legenda da decisão que suspende Eduardo Bolsonaro e as outras punições dos 17 deputados.

De acordo com o estatuto no Código de Ética da sigla, os deputados foram punidos por infringir as regras de disciplina e fidelidade do partido. A assessoria do partido afirmou que cada parlamentar sofreu punições por motivos específicos, com infração contra a imagem do PSL. Segundo o estatuto, as punições são aplicadas quando o filiado comete “infrações primárias de falta ao dever de disciplina”.

Após receber a punição, Eduardo Bolsonaro se pronunciou em sua conta no twitter: “Fui suspenso por me manter igual a como me elegi. Os traíras de dentro do PSL mostram sua cara após eleitos. Não aceitaram o conselho de que um mandato é uma maratona, não uma corrida de 100 m.”

Deixe um comentário

Copyright 2022 Resumo da Imprensa © Todos os direitos reservados.

Site desenvolvido por Prima Vista Comunicação.