01/07/2022

2:31 PM

Registros de armas de fogo aumentam 120% em 2020, aponta relatório

O 14º Anuário Brasileiro de Segurança Pública divulgado ontem (18) apontou que o número de registros de armas de fogo em poder de colecionadores, atiradores e caçadores subiu 120% em 2020. Também cresceu o total de armas registradas no sistema da Polícia Federal, onde são incluídas aquelas compradas por cidadãos comuns: de 2017 para 2019 o crescimento foi de 65,6% nos registros ativos.

O anuário também aponta que as apreensões de armas de fogo ilegais diminuíram. Foram 1,9% menos operações realizadas pela Polícia Rodoviária Federal e 0,3% menos apreensões feitas pelas polícias estaduais em 2019 em comparação com 2018.

“Como os números demonstram um aumento significativo nos registros de armas ativos, tanto para civis quanto para forças de segurança, e, historicamente observa-se que parte dessas armas migra do mercado legal para o ilegal, infere-se que a diminuição das apreensões é também sinal de redução de interesse neste tipo de operação”, avalia o especialista no Anuário.

Deixe um comentário

Copyright 2022 Resumo da Imprensa © Todos os direitos reservados.

Site desenvolvido por Prima Vista Comunicação.