26/05/2022

8:57 PM

Renan Calheiros vira réu por corrupção e lavagem de dinheiro

A Segunda Turma do STF decidiu ontem (3) que o senador Renan Calheiros terá que responder pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro na Operação Lava Jato. A Turma aceitou a denúncia apresentada pela Procuradoria Geral da República.  Está é a primeira vez que o parlamentar vira réu na Lava Jato.

O colegiado entendeu, por 3 votos a 2, que há indícios suficientes para tornar o senador réu em um processo criminal. O próximo passo será uma ação penal para apurar as acusações. Calheiros ainda deverá ser julgado, podendo ser ou não absolvido.

Após a decisão o senador afirmou: “Já foram arquivados dois terços das falsas acusações e está também será por absoluta falta de provas. É inacreditável que se investigue uma trama de Rodrigo Janot, Sérgio Machado e Marcelo Miller, trio da pior espécie. A PF foi assertiva quanto a falta de provas, o delator não se lembra do episódio. Trata-se da criminalização da doação legal ao diretório de Tocantins e sobre a qual eu não tive nenhuma responsabilidade.”

Os advogados de defesa de Calheiros negam os crimes apontados pela PGR. Luís Henrique Machado, um dos advogados, afirma que o parlamentar está sendo perseguido: “Nos três capítulos da denúncia que transcrevemos, Sérgio Machado não se lembra de ter pedido propina à NM Engenharia. Ou seja, o próprio Sérgio Machado não se lembra, e agora o MP vir apresentar denúncia é deixar a defesa pasma. A PF é peremptória ao dizer que não há elementos para sustentar a denúncia”.

Deixe um comentário

Copyright 2022 Resumo da Imprensa © Todos os direitos reservados.

Site desenvolvido por Prima Vista Comunicação.