26/05/2022

7:54 PM

Rússia diz que país sofreu perdas ‘significativas’ de tropas na Ucrânia

A Rússia reconheceu nesta quinta-feira (7) que sofreu baixas importantes entre seus militares na Ucrânia, nas palavras do porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, que não especificou números de militares russos mortos no combate.

“Temos perdas significativas de tropas e é uma grande tragédia para nós”, disse o porta-voz ao canal britânico Sky News em entrevista ao canal privado britânico Sky News, sem informar o número das baixas.

O exército de Vladimir Putin reconheceu no final de março que havia perdido 1.351 soldados e que outros 3.825 ficaram feridos desde o início de sua ofensiva na Ucrânia em 24 de fevereiro.

Por outro lado, o porta-voz do presidente russo rejeitou as acusações de ter perpetrado um massacre na cidade ucraniana de Bucha.

“Insistimos que toda a situação em Bucha é uma insinuação bem encenada, nada mais.

Os corpos encontrados não foram vítimas dos militares russos”, disse ele sobre as dezenas de pessoas em roupas civis encontradas mortas após a retirada do exército russo.

Ele lamentou que a Assembleia Geral da ONU tenha votado a favor da suspensão da Rússia de seu Conselho de Direitos Humanos, mas alertou que Moscou “continuará defendendo seus interesses por todos os meios legais e nos explicando”.

Dos 193 membros da assembleia, 93 votaram a favor, 24 contra e 58 se abstiveram, incluindo o Brasil. É a segunda suspensão de um país do conselho, depois da Líbia em 2011.

 

Por Uol Notícias

Copyright 2022 Resumo da Imprensa © Todos os direitos reservados.

Site desenvolvido por Prima Vista Comunicação.