19/05/2022

6:34 PM

Rússia proíbe entrada no país do primeiro-ministro japonês

O ministério das Relações Exteriores da Rússia anunciou nesta quarta-feira (4) que proibiu a entrada no país de várias autoridades japonesas, incluindo o primeiro-ministro Fumio Kishida, depois que o Japão aderiu às sanções internacionais contra Moscou por sua ofensiva militar na Ucrânia. “A administração de F. Kishida iniciou uma campanha anti-Rússia sem precedentes e permite uma retórica inaceitável contra a Federação da Rússia, incluindo calúnias e ameaças diretas”, afirmou o ministério em um comunicado.

“Isso ressoa com figuras públicas, especialistas, representantes dos meios de comunicação japoneses, que estão completamente comprometidos com as atitudes do Ocidente a respeito do nosso país”, acrescenta a nota. O ministério acusa Tóquio de tomar “medidas práticas destinadas a desmantelar os laços de boa vizinhança, prejudicando a economia russa e o prestígio internacional do país”.

O comunicado informa que está proibida a entrada na Rússia por tempo indeterminado de 63 cidadãos japoneses, incluindo o primeiro-ministro, membros de seu gabinete, parlamentares, jornalistas e acadêmicos.

 

Por Uol Notícias

Copyright 2022 Resumo da Imprensa © Todos os direitos reservados.

Site desenvolvido por Prima Vista Comunicação.