04/07/2022

3:42 AM

Segunda maior companhia aérea russa interromperá voos internacionais

A S7, segunda maior companhia aérea da Rússia, anunciou, por meio de um comunicado no Telegram, que suspenderá os voos internacionais a partir deste sábado (5/3). Em meio aos conflitos na Ucrânia, os espaços aéreos 

“Infelizmente, desde 5 de março, a S7 Airlines foi forçada a cancelar todos os voos para destinos internacionais. Os passageiros de voos cancelados recebem notificações da companhia aérea, nossos especialistas trabalham com eles nos escritórios de representação da S7 Airlines”, disse a companhia, em nota.

A empresa explicou que os passageiros com viagens internacionais agendadas serão realocados em voos de outras companhias ou poderão pedir o reembolso do valor pago.

“Eles ajudam os turistas a voltar para casa em voos de companhias aéreas parceiras. Além disso, os passageiros de voos internacionais cancelados podem solicitar o reembolso total do preço do bilhete após receber um SMS sobre o cancelamento do voo”, explicou a S7.

Fechamento do espaço aéreo

Desde o começo dos ataques da Rússia à Ucrânia, vários países da União Europeia e os Estados Unidos adotaram sanções contra o país presidido por Vladmir Putin. O fechamento do espaço áreo foi uma delas.

Após o presidente russo, Vladimir Putin, falar em armas nucleares, aviões oficiais, comerciais e jatos particulares foram banidos nos 27 países-membros do grupo, segundo anunciou a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, em pronunciamento ao vivo transmitido de Bruxelas.

Antes da Covid-19, a Rússia era o 11º maior mercado de serviços de transporte aéreo em número de passageiros, incluindo o grande mercado doméstico, de acordo com a Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata, na sigla em inglês).

A Rússia, por sua vez, em resposta às sanções sofridas, também fechou o espaço aéreo para os mesmos países. “Em resposta à proibição, por parte dos Estados europeus, de voos de aeronaves civis para companhias aéreas russas e/ou registradas na Rússia, introduziu-se uma restrição de voos de companhias aéreas de 36 Estados”, informou a agência russa de transporte aéreo, Rosaviatsia, em um comunicado.

Por: Metrópoles

Copyright 2022 Resumo da Imprensa © Todos os direitos reservados.

Site desenvolvido por Prima Vista Comunicação.