19/05/2022

2:15 PM

Ucrânia investiga 10 russos por supostos crimes de guerra em Bucha

A Procuradoria Geral ucraniana anunciou hoje que abriu uma investigação contra 10 soldados russos acusados de supostos cometidos em Bucha. “Dez soldados da 64ª brigada de fuzileiros russos serão investigados por relação com o tratamento cruel de civis e outras violações da lei e dos costumes da guerra”, afirmou a promotoria em um comunicado.

Segundo a Procuradoria, os militares russos “tomaram como reféns civis que não participavam nas hostilidades e não estavam armados” durante sua ocupação em Bucha, em março. “Os ocupantes não lhes deram de comer nem de beber”, detalha a fonte. “Os suspeitos os fizeram ficar de joelhos, vendaram os olhos com tela e papel adesivo, amarraram as mãos com fitas plásticas e ameaçaram matá-los disparando de maneira deliberada em sua direção”, continua.

A Procuradoria ainda afirmou que as autoridades procuram os 10 homens com o objetivo de detenção e e levá-los à justiça.

Em 2 de abril em Bucha, jornalistas da AFP observaram uma rua repleta de cadáveres. A ONU documentou o “massacre, incluindo alguns por execução sumária”, de 50 civis durante uma missão na cidade. Os ucranianos acusaram os russos de crimes de guerra, mas Moscou negou qualquer responsabilidade e falou de uma “encenação” por parte de Kiev.

 

Por Uol Notícias

Copyright 2022 Resumo da Imprensa © Todos os direitos reservados.

Site desenvolvido por Prima Vista Comunicação.